O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Joseph Campbell fala sobre a função da mitologia


Nesse texto, que está emO herói de mil faces – Ed PensamentoCampbell explica o importante papel da mitologia e dos ritos para nossa vida e de como sua falta ou deturpação pode levar a neuroses.
“A função primária da mitologia e dos ritos sempre foi a de fornecer os símbolos que levam o espírito humano a avançar, opondo-se àquelas outras fantasias humanas constantes que tendem a levá-lo para trás. 
Com efeito, pode ser que a incidência tão grande de neuroses em nosso meio decorra do declínio, entre nós, desse auxílio espiritual efetivo. Mantemo-nos ligados às imagens não exorcizadas da nossa infância, razão pela qual não nos inclinamos a fazer as passagens necessárias da nossa vida adulta. 
Nos Estados Unidos, há até um pathos de ênfase invertida: o alvo não é envelhecer, mas permanecer jovem; não é amadurecer e afastar-se de Mamãe, mas apegar-se a ela. 
Assim sendo, enquanto os maridos se mantêm numa atitude de adoração diante dos seus templos da infância — conformando-se em ser os advogados, comerciantes ou gênios que seu pais queriam que fossem —, suas esposas, mesmo após catorze anos de casamento e dois belos filhos crescidos, ainda estão em busca do amor — que só pode chegar até elas a partir dos (..)  últimos heróis da tela.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *