O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Pensamentos e imagens

Para encontrarmos nossa verdade interior, temos de mergulhar sozinhos em nossas próprias trevas e permanecer no nosso processo interior até encontrarmos aquele que é para nós o padrão arquetípico de cura.
 Marion Woodman 

Sem tempos de mergulho em nosso Mistério, que muitas vezes implicam em uma vasta escuridão; sem aceitação de vivermos tempos de vazio, de não saber, de deserto, não cumprimos a jornada de chegar cada vez mais perto da nossa essência! O caminho em direção à nossa mais profunda individualidade é sempre composto de Luz e Sombra. E, é na aceitação dessa totalidade que podemos cumprir o mais profundo destino: sermos nós mesmos em todas as nossas nuances. Aí reside a possibilidade da cura de qualquer doença da alma e do alcance de uma possível sabedoria e serenidade de viver!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *