O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

O Feminino e os Livros: O CAMINHO DE AVALON

Outro indicação de um livro da Jean Shinoda Bolen – O caminho da Avalon – os mistérios femininos e a busca do Santo Graal – editado em 1996, pela editora Rosa dos Tempos. 
 Comprei e li em 1998 e, desde então, virou um dos meus livros de cabeceira. 
Como livro de cabeceira quero dizer aqueles livros que releio com constância, em que muitas vezes busco referências e que sempre alimentam minha alma. Não são muitos livros assim, mas esse é um deles. 
Está esgotado, só sendo achado em sebos e mesmo assim não é fácil. Mas vale MUITO a pena procurá-lo! 

É o livro mais pessoal dela: conta uma viagem que ela faz em 1986 à Europa – Jean Bolen é americana – especialmente a lugares ligados à lenda do Graal, na França, Inglaterra e Escócia. Na verdade, mais que uma viagem é uma peregrinação, para a qual foi convidada por uma senhora inglesa que ela não conhecia pessoalmente, mas que havia lido seu livro AS DEUSAS E A MULHER e que por isso resolve convidá-la. Essa senhora prepara o roteiro por onde vão passar e, junto com mais outras duas mulheres a acompanha na viagem. 
O convite chega para ela quando está passando por um momento bem delicado e difícil: tem na época 49 anos e vive um doloroso divórcio, a necessidade de reestruturar toda sua vida e sua própria identidade, como pessoa, profissional e mulher. Por isso e por uma série de sincronicidades que acontecem resolve aceitar o convite. 

O livro é um relato da viagem, do que viu, sentiu e viveu em cada lugar. Conta de forma muito aberta e honesta como tudo impactou dentro dela e de suas reflexões a respeito. Ao mesmo tempo ela vai falando do Graal – que ela vê como um símbolo da Deusa – e do princípio feminino. Fala dos lugares sagrados do planeta e do corpo feminino também como um lugar sagrado. Fala das crises da meia idade, das depressões e da crise da cultura pelo afastamento do princípio do feminino sagrado. Fala também da capacidade das mulheres de rapidamente se tornarem íntimas e companheiras e conta que essa sua experiência da viagem das quatro foi seu modelo para o trabalho com círculo de mulheres. Conta como essa viagem repercutiu em toda sua transformação e o que veio a partir dela. 

O livro tem um pouco de tudo: sonhos, citações de outros livros, mitos, poesia, reflexões sobre a vida, sobre nosso momento cultural, sobre a psique moderna, questionamento sobre a unilateralidade do patriarcado, sobre o princípio feminino, o sagrado no corpo e no cotidiano, a vida real de mulheres – enfim é riquissimo em temas. Ele tem aquele mix de história de vida com mitos que eu e a Bia adoramos! 
Aliás, em 2006, a Bia ( que tem alma de peregrina) fez, inspirada por esse livro, uma viagem parecida com a dela. No post LIVROS DE VIAGENS, VIAGENS DE LIVROS, da categoria Lugares Mitológicos ela conta sobre isso e ilustra com fotos muito bacanas que ela tirou desse lugares. 
Eu recomendo esse livro de todo coração, especialmente para mulheres em busca da sua maturidade psicológica e espiritual! 

 

Texto de Cristina Balieiro

2 comentários

  1. Anônimo disse:

    Onde eu encontro ele para comprar??

  2. Ana Nazaré disse:

    O meu está chegandoo .=DDDD. ! Tem um outro muito legal que fala de viajens do feminino sagrado tbm,é de uma série, chama-se " Sacred Places of Goddess: 108 Destinations" , da Karen Tate.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *