O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

O Homem que plantava árvores

Alguns dizem que esse filme é uma homenagem à natureza, outros que é um tributo à paciência. 
Para mim, é uma poesia que fala do que é profundo, atemporal, sábio e constante em nós e no mundo natural. Que fala do que é independente da história e das circunstâncias, que passam como passam as guerras, as dores e de todas as coisas áridas e duras. 
Se você fizer essa viagem junto com o narrador, provavelmente vai descobrir ainda mais riquezas no Homem que plantava árvores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *