O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Jung fala

É isto o que costuma acontecer na época em que se atinge o meio da vida; a natureza singular do ser humano força desse modo a passagem da primeira metade da vida para a segunda. O estado em que o homem era apenas um instrumento de sua natureza impulsiva se transforma em um estado diverso, no qual o homem já não é um instrumento, mas passa a ser ele mesmo – a natureza se torna cultura, e o impulso, espírito. 

O DESENVOLVIMENTO DA PERSONALIDADE – 17 – pág. 209

3 comentários

  1. Nossa Cris, adorei essa frase!
    Bjs e um lindo final de semana para vocês

  2. Anônimo disse:

    Nao perco as novidades deste blog! Adoro! Esta frase do Jung é simplesmente perfeita… numa só frase, uma analise completa dessa fase da vida da gente. Sei bem, porque é a fase que estou vivendo! Maravilha!

  3. Meninas, obrigada pelos comentários e Jung é o MÁXIMO, não?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *