O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Acertando o alvo


Quando eu era pequena, os passarinheiros costumavam transportar passarinhos em caixas de sapato com tampas furadinhas para eles poderem respirar. A história abaixo é sobre uma rebelião que primeiro erra o alvo mas depois acerta… e aí o céu é o limite.

dentro da caixa
o passarinho mal respira
não vê saída
dentro da caixa
o passarinho só vê
os furos da tampa
dentro da caixa
o passarinho percebe
seu bico afiado
dentro da caixa
o passarinho bica
a si mesmo
dentro da caixa
o passarinho bica
um furo da tampa
dentro da caixa
o passarinho aumenta
o furo que o deixa respirar
dentro da caixa
o passarinho vê
o céu se ampliar
o passarinho foge.

texto e imagem de bia del picchia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *