O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Trecho de nosso livro sobre a jornada como metáfora



É com a perspectiva de Campbell sobre o mito – um modelo arquetípico que pode conter sentido e significado para pessoas reais e contemporâneas – que trouxemos a “sua” jornada do herói como a metáfora do caminho e da vida de nossas entrevistadas.
pg 22 de O feminino e o sagrado – mulheres na jornada do herói, Ed. Ágora
 

4 comentários

  1. Ana Nazaré disse:

    Olá, boa tarde.Eu tenho uma dúvida : O Herói, no caso, não seria o príncipe dos contos de fadas românticos ? Ou esse Herói é um outro herói ? Obrigada

  2. Ana, o Herói é um arquétipo e o mitólogo Joseph Campbell pegou mitos de heróis de diferentes épocas, povos, tradições e mostrou que existia uma jornada mítica compartilhada por todos. É dessa jornada que tratamos no livro e nâo tem nada a ver com o príncipe encantado ou com sua procura. Falamos da procura da essência de cada um/uma, daquilo que traz Sentido e Significado à vida. Espero ter te esclarecido. Abraço Cris

  3. Ana Nazaré disse:

    Olá Cris, esclareceu sim, interessante, já estou marcando como o próximo da minha lista de leitura, rss. Obrigada, um abraço, Ana

  4. Oi, Ana Nazaré, que bom que vc vai ler nosso livro. E depois, se quiser dar um feedback, eu e a Bia vamos ficar muito felizes. Abraço Cris

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *