O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Jung fala sobre o fato psíquico

Uma psicologia para a qual o fato psíquico é um epifenômeno melhor faria se se denominasse fisiologia do cérebro, contentando-se com o magro resultado que uma tal psicologia oferece. O fato psíquico merece ser considerado como um fenômeno em si, pois não há motivo nenhum para concebê-lo como um mero epifenômeno, embora esteja ligado à função cerebral, do mesmo modo como não se pode considerar a vida como um epifenômeno da química do carbono.

A ENERGIA PSÍQUICA – 8/1 – pág. 7

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *