O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

O que é o casamento?

Muitas e muitas mulheres, por mais modernas e independentes que sejam, tem crenças  sobre o casamento envoltas em tantos véus de ilusões românticas – mesmo que de forma meio inconsciente – que chega a assustar. É ” O objetivo da vida de toda mulher e onde ela se realiza de verdade”, é a entrada no paraíso, é solução de todos os problemas, é o fim da solidão inerente ao ser humano, é o “casaram e foram felizes para sempre”, é o encontro com o príncipe encantado que nunca mais a fará sofrer, é o começo da “sua família Doriana” e outras fantasias que, na verdade,  só atrapalham a possibilidade do difícil e rico relacionamento possível entre dois falíveis seres humanos. Para mim, esse poema da maravilhosa  Adélia Prado ilustra o que pode ser um bom casamento (raro) – entre duas pessoas reais e adultas – como só a linguagem poética pode contar!


CASAMENTO

Há mulheres que dizem:
Meu marido, se quiser pescar, pesque,
mas que limpe os peixes.
Eu não. A qualquer hora da noite me levanto,
ajudo a escamar, abrir, retalhar e salgar.
É tão bom, só a gente sozinhos na cozinha,
de vez em quando os cotovelos se esbarram,
ele fala coisas como “este foi difícil”
“prateou no ar dando rabanadas”
e faz o gesto com a mão.
O silêncio de quando nos vimos a primeira vez
atravessa a cozinha como um rio profundo.
Por fim, os peixes na travessa,
vamos dormir.
Coisas prateadas espocam:
somos noivo e noiva.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *