O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Trecho de nosso livro: Renata Ramos fala sobre a travessia de novos limiares

 
Estudando a magia da alma, achei que nada seria melhor do que ir à comunidade de Findhorn, na Escócia, local conhecido por trabalhar o sagrado no dia a dia. E, em 1992, fui e participei da Semana de Experiência, programa em que entramos em contato com o ritmo da comunidade, com meditações diárias, palestras e passeios por uma natureza bem diferente da brasileira. Foi nessa semana, numa bela tarde de outono, que encontrei as danças circulares sagradas!” – RENATA

Pagina 43 de Mulheres na jornada do herói – pequeno guia de viagem, Ed Ágora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *