O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Nossas amigas, nossas irmãs: depoimento de Andrée Samuel em trecho de nosso livro

“Eu encontrei muitas “irmãs” na vida que me ajudaram de diversas formas na minha caminhada. São aliadas, que me ajudaram no aprendizado…
Queria cuidar dos meus filhos, queria fazer tudo muito benfeitinho, mas eu também queria cuidar de mim, precisava também. E, quando eu estava na Suíça, eu tinha uma vizinha minha que tinha me visto num estado deplorável: Patrick pequenininho, eu sozinha, o Jacques trabalhava o dia inteiro. Tinha hora que eu achava que ia enlouquecer, porque fralda, comidinha, passeiozinho, ah… eu queria muito, mas também não só. Aí ela chegou para mim e falou que tinha uma menina um ano mais velha do que o Patrick e que eu poderia deixar com ela meu filho um dia na semana para ir aonde eu quisesse. E eu fui para a faculdade de psicologia, como ouvinte.”

Pg 100 de O feminino e o sagrado – Mulheres na Jornada do herói, Ed. Ágora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *