O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Colina das Cruzes na Lituânia: impressionante memória da coragem do povo


  Este lugar parece bem estranho: um morro com milhares de cruzes espalhadas formando um labirinto de passagens cheio de estàtuas, como você pode ver nas fotos que tirei lá. Chama-se Colina das Cruzes e fica a 200 km da capital da Lituânia, Vilnius. 
Parece um lugar mórbido, mas é muito visitado, inclusive por recém casados que afirmam que lá.. traz sorte para o casamento, por incrível que pareça!

As cruzes surgiram por volta de 1830, fincadas por camponeses que tinham parentes mortos, desaparecidos ou enviados para o exílio pelo regime brutal dos russos (imperial, antes do comunismo) que os dominavam. A cruz marcava o nome da pessoa, sendo ao mesmo tempo homenagem e resistência. 

E isso continuou pelos sucessivos outros regimes brutais que se seguiram: depois dos russos do império vieram os nazistas, e depois novamente os russos, desta vez comunistas. 
Todos esses opressores queimavam as cruzes, que os irritava profundamente. Mas, de noite, as pessoas voltavam lá escondidas e as fincavam outra vez. 

Então, apesar da aparência assustadora, a Colina das Cruzes é um marco que mostra a corajosa resistência à repressão, a importância que o ser humano dá à liberdade, e o valor do ritual para os mortos. 
Um lugar de pequenos e grandes heroísmos, que persistiu e sobreviveu aos regimes opressores que caíram, todos! Talvez por essa conotação positiva venha a fama de dar sorte… 
 
O Papa João Paulo celebrou uma missa lá, em 1993, e o local ficou um foco de peregrinação, quase um santuário. 
Hoje, estima-se que tenha mais de 50000 cruzes, que agora são colocadas também em memória de gente que não foi exilada, apenas pela lembrança; ví até uma com um nome brasileiro, de alguém que morreu em São Paulo…  
Um lugar mitológico, sem dúvida!
post de Bia Del Picchia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *