O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Junguianos falam – James Hillman

Mais cedo ou mais tarde, alguma coisa parece nos chamar para um caminho específico. Essa “coisa” pode ser lembrada como um momento marcante na infância, quando uma urgência inexplicável, um fascínio, uma estranha reviravolta dos acontecimentos teve a força de uma anunciação:isso é o que eu devo fazer, isso é o que eu preciso ter. Isso é o que eu sou.

O CÓDIGO DO SER – pág. 13

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *