O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Os ensinamentos de Nanã

Pensando no dia das mães que se aproxima…

O que Nanã pode nos ensinar 

Que para buscarmos nossa identidade mais profunda, nós, mulheres contemporâneas, precisamos conhecer as histórias da nossa ancestralidade feminina e nos reconectar com elas.

Como nossa vivência hoje parece tão distante da história de vida de nossa mãe, mais ainda da mãe de nossa mãe, nossa avó, ou da mãe dela, nossa bisavó, parece-nos que elas não nos interessam ou pouco têm a nos dizer ou acrescentar. 

Esse é um grande erro! Somos fruto dessas histórias, todas descendemos de “Nanãs”; o ambiente feminino que nos gerou e a quem pertencemos também nos constitui.

Precisamos resgatar essa linhagem materna para entender nossos padrões: os bons que queremos preservar e os nefastos, dos quais queremos nos libertar. Temos que separar o que é nosso do que é de nossa mãe, de nossa avó, de nossas ancestrais, e que vivem, de forma inconsciente, dentro de nós. E também incorporar dessa ancestralidade qualidades que nos faltam. 

Essa reconexão nos ajuda a ligar presente, passado e futuro ou, de forma simbólica, a Deusa Tríplice, nos seus três aspectos ou momentos: Donzela, Mãe e Anciã.

Trecho do livro O LEGADO DAS DEUSAS, págs. 61/62, Pólen Livros

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *