O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Mãe Solange fala sobre Odu, o destino, em trecho de nosso livro

“Eu tenho 35 anos de cadeira, de jogar búzios para pessoas de todo tipo. Com todos os caminhos que trilhei, de onde eu vim, o que aconteceu e apesar dos medos disso, daquilo, eu sempre continuei no meu foco. Nasci para ser zeladora de orixás.
Nunca tive dúvida, nunca. Sabe, quando isso está no Odu – no destino – existe uma palavra mágica: aceitação. Aceitar. Está no meu Odu e eu aceito, não é sacrifício nenhum. É prazeroso, entendeu? É com amor.” – SOLANGE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *