O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Uma jornada de transformação e suas imagens

Em 2004 (tinha 52 anos), de olhos fechados numa aula de dança-imagem-mito que fazia com a Ana Figueiredo, de repente me apareceu uma forte imagem interna. Era a seguinte: eu vestia uma longa túnica azul e estava em pé numa pequena canoa que deslizava lentamente pela água e que estava sendo puxada por uma larga corda que eu segurava. Atrás de mim, sentada no barco, estava uma mulher vestida toda de negro e muito velha. Ela, com uma mão segurava/amparava minhas costas e com a outra puxava uma longa rede preta. E toda essa cena envolta em pesadas brumas, o que me impedia de ver para onde estava indo e de onde estava vindo. Logo em seguida a essa imagem, uma outra: à minha frente, na altura do meu tórax, uma imensa rosa negra. 

Contei para a Ana e as outras mulheres que estavam lá essa minha visão e a Ana me sugeriu desenhá-las. Foi uma loucura e uma benção fazer isso : deu origem a inúmeros desenhos e destravou minha porção “desenhadeira”, adormecida por anos! 
Tinha desenhado princesas com muito prazer, até os 12 anos, mas tinha parado, porque achava que não era boa o suficiente no que fazia. Parei por 40 anos!!! Besteiras que a gente faz quando começa a sair da infância. 
Mas as imagens que surgiram naquele dia me “engravidaram” novamente e o prazer de desenhar, só pelo prazer de expressar meu mundo interno renasceu em mim. Comecei ou recomecei a desenhar feito uma louca. Esse desenho acima foi um dos primeiros e a Bia até escreveu um lindo post sobre ele. 
Essa jornada acabou produzindo os desenhos das capas e as ilustrações dos meus dois livros com a Bia e do meu livro solo e de muitos posts desse blog.

A semana passada fazendo uma limpeza nas minhas coisas, achei alguns dos desenhos que fiz nessa época – entre 2004 e 2005 – e aqui trago mais dois deles. 
Hoje, dia 19 de agosto de 2015, faço 63 anos e olhando para esses desenhos vejo toda a enorme transformação que aconteceu dentro de mim e, na minha vida como consequência, nesses últimos 11 anos, e como ela podia ser entrevista nesses desenhos!
As vezes, “algo” dentro da gente e maior que “a gente” nos conduz! 

Hoje tenho alguns projetos em gestação e todos impregnados com meus desenhos! Continuo me transformando, desenhando, escrevendo, sonhando e tecendo novos projetos, aprendendo muito, tentando fazer aquilo que ainda não sei fazer, continuo viva!!!

6 comentários

  1. Feliz Aniversário Cristina!
    Seus desenhos são lindos e nos fazem viajar…
    Grande abraço

  2. MALU disse:

    Lindo,

    Lindo,
    Cris ainda estou buscando a minha Bliss, e fazer o retorno para o Lar.
    Beijo grande

  3. Anônimo disse:

    evoluir e se transformar no dia-a-dia é necessario para crescermos

    belo texto e lindos desenhos

    777

  4. Anônimo disse:

    Lindo tudo! <3 Que seja sempre iluminada!

  5. Obrigada pelos comentários! É sempre tão bom vermos que tocamos as pessoas com aquilo que produzimos, sejam imagens, sejam palavras. Cris

  6. Adoro esse desenho da Rosa Negra!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *