O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Junguianos falam – Marion Woodman & Robert Bly

Todos temos uma extraordinária capacidade de esquecimento, métodos engenhosos para não estar presente, uma deliciosa capacidade de não recordar. Não nos é difícil esquecer os traumas da infância, nossa natureza, nosso destino, o divino e todas aquelas tarefas para as quais nossa alma, em realidade, veio a este mundo. (tradução livre)

 LA DONCELLA REY – la reunión de lo masculino y lo feminino – pág. 18

2 comentários

  1. Que lindo Cristina!
    Não conhecia esse livro, vou procurar…
    Bjs

  2. É maravilhoso, Cristiane! Não tem traduzido em português e em espanhol está esgotado – tenho em cópia xerox de um exemplar da Sociedade Junguiana, mas vale a pena procurar!
    Bj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *