O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Páscoa, ovos, e morte e renovação segundo Joseph Campbell

No mundo todo, o ovo representa nascimento, nova vida, renovação, fertilidade. Sua forma quase circular é em si também universalmente simbólica.  Quando perguntaram a Joseph Campbell por que o circulo é um símbolo tão importante, ele respondeu (O poder do Mito, Ed. Palas Athena):

“CAMPBELL: Porque ele é experimentado por você o tempo todo: o dia, o ano, as suas saídas para a aventura – a caça ou outra qualquer – e o seu retorno para casa. .(…) 

Considere o ano, por exemplo. Quando novembro se completa, temos a Ação de Graças novamente. Então vem dezembro e temos o Natal. Não somente o mês se completa mais uma vez como também o ciclo da lua, o ciclo do dia. Apercebemo-nos disso quando olhamos para nossos relógios e vemos o ciclo do tempo. É a mesma hora, mas um outro dia. “

E o ovo em si reforça a ideia de renovação. 
O ovo cósmico dos alquimistas simboliza a perfeição de um novo mundo. Para os chineses, a clara é o yang masculino e a gema o yin feminino, sendo o ovo a imagem que une ambas energias. Na era pré cristã, ovos coloridos e coelhos eram associados aos rituais de primavera e à Deusa da Fertilidade.  A Páscoa cristã incorporou o símbolo, associando-o a regeneração e ressurreição de Cristo. Sobre isso, Campbell disse: (idem)
“CAMPBELL: A morte e ressurreição de uma figura salvadora é um motivo comum a todas essas lendas. Por exemplo, na história da origem do milho, você tem essa figura benigna que aparece para o rapaz, numa visão, proporciona o milho e morre. A planta nasce do seu corpo. Alguém teve que morrer para que a vida emergisse. Percebe se aí esse incrível padrão da morte dando origem ao nascimento, e do nascimento dando origem à morte. Toda geração deve morrer, para que a geração seguinte possa surgir.
(…)
MOYERS: Não é verdade que muitos heróis mitológicos morrem para o mundo? Eles sofrem, são crucificados.
CAMPBELL: Muitos doam suas vidas. Mas então o mito afirma que da vida sacrificada nasce uma nova vida. Pode não ser a vida do herói, mas é uma nova vida, um novo caminho de ser, de vir a ser.”

Que essa Páscoa nos traga uma pacificação como pessoas e como nação!

4 comentários

  1. Olá Bia,
    Mais uma vez chegamos à Páscoa, mais uma volta no círculo da vida…
    Adorei o post!
    Bjs

  2. Oi Cris, que você tenha uma Páscoa suave e doce como você! beijos

Deixe uma resposta para Beatriz Del Picchia Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *