O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Sweet Medicine e a tradição nativa americana

Algumas semanas atrás eu conheci Sweet Medicine, uma adorável, natural e intuitiva representante da cultura nativa americana.  
Como muitas antigas tradições, essa também tem muito a nos oferecer em sabedoria, cura, ampliação de consciência, ética e criatividade. Por exemplo, a viagem de tambor é um poderoso veiculo para dentro do nosso mundo interno –  e quem pensa que esse é um lugar que já conhece ou que não tem nada de emocionante é porque nunca esteve lá de verdade. 

Claro que o tambor não é exclusivo da tradição nativa americana. Ao contrario, ele está presente aqui e em todo planeta desde o tempo das cavernas. Mas cada lugar tem seu jeito de lidar com essas coisas, e para mim é sempre uma delícia e uma ampliação de visão de mundo ter chance de participar desses diálogos interculturais. 
No vídeo você vai saber mais da própria Sweet, que depois de se retirar da carreira médica, aos 67 anos segue viajando e divulgando o conhecimento ancestral. Tudo a ver com o sagrado, com o feminino e com o mito, ou seja, conosco mesmo!


Post de Bia Del Picchia   

2 comentários

  1. Unknown disse:

    Uma grande mulher! Que lindo que você pode estar com ela, Cris!É um presente!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *