O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Marion Woodman fala sobre raízes e construções


Para ampliar a dimensão consciente, temos que estender os dois braços na cruz. Se rejeitamos uma parte de nós, desistimos do nosso passado; se rejeitamos a outra, desistimos de nosso futuro. Devemos nos alicerçar em nossas raízes e a partir delas erguer nossa construção.
A VIRGEM GRÁVIDA – pág.40

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *