O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Nossa Senhora Aparecida e o feminino bom e fértil

Que nossa linda Madona Negra olhe para nós

“O Feminino já foi descrito como escuro e misterioso. A associação das cavernas com úteros é quase universal. Mas em vez de considerar essa escuridão que lembra uma caverna como algo que possui poderes de dar à luz, muitos escritos tem associado o simbolismo do escuro e misterioso com medo e morte.

Essas interpretações podem ser o resultado de uma visão masculina da sexualidade da mulher ou podem até revelar atitudes brancas em relação a pessoas mais escuras.

Com a renovada reverência de figuras de deusas escuras como a hindu Kali, as gregas Hécate e Nikta, as Madonas Negras da Europa, América e América do Sul e a sacerdotisa colchiana de Hécate, Medéia, muitas mulheres vem redefinindo essa misteriosa escuridão não apenas como satisfatória e positiva, mas como repleta de poder e força feminina”.

palavras de Merlin Stone, no livro “Mulher – em busca da feminilidade perdida”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *