O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Limpando as energias do ano

Esse texto faz parte do depoimento que a Monica Jurado deu para nosso livro, e a gente pode aproveitar a ideia para fazer parecido nesse fim de ano:

“Comecei a aprender como lidar com a energia, e a respeitar o sagrado a partir da necessidade objetiva, prática, de sobrevivência, para estar num ambiente onde a solicitação era essa.

Eu fui limpando tudo, começando pelas coisas cotidianas: revendo tudo, revendo tudo, revendo tudo. Aí, chega um ponto em que a gente sente que está além disso. É quando o campo do inconsciente já não é mais pessoal, é arquetípico.

Limpava a casa também. Às vezes, eu acordava à uma da manhã e pensava:
“Opa, isso não está legal”. Pegava a mangueira e lavava a casa inteira,
defumava tudo.

Em certo sentido, eu acredito que, limpando e clarificando aquele arquétipo em mim mesma, eu favoreço a todos”.

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *