O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Aceite esse convite, junte-se a esse grande círculo

Convite do prefácio do nosso novo livro, que fala de círculos e de mulheres. De você. De todas nós.

“Venha, aceite nosso convite, junte-se a esse círculo.
Há um lugar para você.

Aqui você poderá ouvir as vozes de muitas mulheres – as de 13 entrevistadas, as nossas, as de curandeiras, feministas, terapeutas, místicas, escritoras, parteiras, batalhadoras, pensadoras, bruxas, mães, avós, irmãs de coração – e as de alguns homens.

Aqui são contadas histórias de círculos e histórias de mulheres, e algumas poderão ser parecidas com as suas. Aqui são narrados desafios, vitórias, feridas e curas que apostamos que são seus também.

Que são de todas nós quando estamos em roda.

Rodas de costura, de pintura, de benzimentos, de tomar café batendo papo; rodas para reivindicar direitos, apoiar companheiras, estudar deusas ou assuntos muito humanos, rodas grandes ou pequenas: quando nelas o feminino é valorizado e libertado dos velhos padrões opressivos, o mundo inteiro fica melhor.

No livro O feminino e o sagrado – Mulheres na jornada do herói, nós tratamos do poder transformador do modelo mítico da jornada do herói refletido na vida pessoal de mulheres de hoje.

Nesta obra, abordamos o poder transformador dos círculos de mulheres – que também têm um aspecto mí

tico – para a vida pessoal e coletiva não apenas das mulheres, mas de todos os seres humanos.

Um poder tão belo e forte que, se você nos acompanhar, embora pareça que está lendo este livro sozinha, vai perceber que pode nos ouvir e que sua voz também está aqui. Que de alguma forma estamos juntas desde as primeiras vezes em que mulheres se reuniram em círculo, lá no começo do mundo.

Por isso, mesmo que não esteja interessada em círculos, venha.
Entre nesse fluxo, nesse fluir em roda que é das mulheres e do cosmo.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *