O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Irmandades femininas: unidas somos fortes e mais felizes!

Círculos femininos existem desde que o mundo é mundo. Mulheres sempre se reuniam para cozinhar, tecer, costurar, lavar roupa, fazer cerâmica, plantar, contar histórias, cuidar de crianças, fazer rituais, etc

Nós sempre fizemos isso instintivamente, porque funcionava bem. Continua funcionando.

E mais: hoje surgiram círculos com muitos outros propósitos.

Há círculos voltados para o corpo, alma, mente, coração; há os que tratam de lutas e de amores, os que são para dançar ou tocar, fazer reivindicações de direitos, criar redes de apoio, estudar deusas, mitos  ou modernos saberes. Eles podem ter objetivos psicológicos, espirituais, curativos, políticos, artísticos… e a lista não acaba.

Mas nós dizemos que um círculo de mulheres é principalmente uma experiencia em si mesmo. Quer dizer, que no fundo talvez a gente faça círculos porque sabemos que é bom fazer círculos.

Nos círculos nós vamos nos re-conhecendo, nos re-criando, resgatando e aprofundando o mais importante de tudo: a irmandade feminina. Juntas somos fortes. Juntas somos mais felizes, como várias entrevistadas nos falaram, como você poderá ver por si mesma. Apesar de todos os problemas que podem acontecer, quando um circulo funciona bem, sua energia positiva se espalha.

Juntas com outras, nós duas fizemos o novo livro: Círculos de mulheres, as novas irmandades. Que é sobre círculo, mas é principalmente sobre mulheres. Sobre nós. Sobre como nós podemos melhorar o mundo não apenas para nós, mas para todxs.

Que o livro venha para nos unir!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *