O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Trecho do livro: como nossos Encontros de Mitologias viraram Círculos de Mulheres

“Respondendo a um desejo antigo, em 2016 começamos a conduzir roundtables, os encontros criados por Campbell mencionadas no Capítulo 1. Tínhamos três propósitos: pesquisar mitos e contos de fadas para entender as bases do que se pensa hoje sobre as mulheres; ouvir vozes femininas caladas ao longo da história mitológica e concreta; e refletir sobre os mitos do ponto de vista das mulheres. Batizamos essas roundtables de “encontros de mitologias do feminino”.

Ao levar nossas pesquisas sobre o feminino e abrirmos espaço para a fala do grupo, nesses encontros fizemos uma ponte para que as participantes trocassem experiências, inquietações, descobertas – as quais acabaram gerando insights, confidências, aprendizado coletivo.

Os encontros oferecem acolhimento, suporte, espelhamento; histórias, riso, choro, transformação – ou seja, tudo que acontece num bom círculo de mulheres. Foi assim que nós e as participantes, mesmo sem essa intenção, transformamos os encontros de mitologias do feminino em círculos de mulheres.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *