O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Sugestão de livro: Bruxaria apocalíptica, Peter Grey

Nesse livro Peter Grey propõe uma bruxaria ativista, conectada com questões ecológicas e sociais e ao mesmo tempo ligada com a antiga tradição anárquica que é própria da bruxaria – ou, melhor dizendo, da espiritualidade original feminina. Uma bruxarias original, do bem, do povo, para o povo.

Ele faz um manifesto com 32 propostas – veja as 10 primeiras:

      Manifesto da Bruxaria Apocalíptica

  1. Se a terra está envenenada, a Bruxaria deve reagir.
  2. Não é o nosso modo de vida, é a própria vida que está ameaçada.
  3. A Bruxaria é a nossa conexão intima com a teia da vida.
  4. Nós somos a Bruxaria.
  5. Nosso mundo mudou para sempre. Os caminhos trilhados já não correspondem. A Bruxaria prospera neste reino liminar, lunar, sem trilhas.
  6. Nós somos tempestade, fogo e inundação.
  7. Nós não seremos negados.
  8. A Bruxaria é o recurso dos despossuídos, dos impotentes, dos famintos e dos abusados. Ela dá coração e língua a pedras e arvores. Ela veste a pele áspera dos animais. Ela se volta contra uma civilização que sabe o preço de tudo, mas não sabe o valor de nada.
  9. Se você não tem preço, você não pode ser comprado. Se você não quiser, você não pode ser subornado. Se você não teme, você não pode ser controlado.
  10. A Bruxaria é magia popular, do povo e para o povo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *