O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Lenda de amor, velhice e acolhimento

Essa linda história fala sobre amor, acolhimento, velhice e sobre duas arvores cheias de simbolismo, a tília e o carvalho. Não a toa, Kate Middleton escolheu tílias vivas para decorar a igreja onde se casou com o príncipe William. Ela é narrada por um antigo autor, Ovídio, em Metamorfoses, mesmo livro onde está a história de Eros e Psiquê.

“Zeus e Hermes decidiram certa vez disfarçar-se de humanos e viajar pelo reino dos mortais, para ver como iam vivendo. Finalmente, chegaram a uma cabana miserável na Frígia, onde foram acolhidos por um casal de idosos, Filemon e Báucis.

Embora fossem muito pobres, os dois fizeram questão de repartir seu alimento e seu vinho com os deuses, num sincero gesto de acolhida e afeto.

Os deuses ficaram impressionados com essa generosidade de alma e revelaram sua natureza divina. Explicaram como haviam ficado comovidos, em particular perante a falta de generosidade de quase todos os humanos que tinham encontrado pelo caminho. Transformaram a modesta cabana num templo de mármore e pediram ao casal que lhes dissesse o que mais gostariam de receber.

Filemon e Báucis responderam que gostariam de ter permissão de servir aos deuses naquele templo enquanto pudessem viver, mas que não queriam se separar um do outro, nem na vida nem na morte. Quando chegou sua hora, morreram em paz. Filemon tornou-se um carvalho e Báucis uma tília, e seus galhos entrelaçaram-se, assim mantendo-os unidos para todo o sempre”. Fonte: Rastreando os deuses, James Hollis

single big linden tree in field with perfect treetop

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *