O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

“Vamos rezar juntas” – círculo de mulheres dentro do hospital

“Quando meu filho mais novo completou 4 anos, descobrimos um problema sério em seu coração e que seria necessário fazer uma cirurgia. Quando cheguei ao hospital para fazer o tratamento prévio havia muitas mães. Não tinha um pai sequer, só as mães e os filhos doentes. Elas comiam, tomavam banho e dormiam no hospital para ficar junto dos filhos o tempo todo; eram todos muito doentes. Apesar de estar ali para fazer uma cirurgia no coração, meu filho era o mais saudável.

Mesmo com todos os problemas, sempre tive uma alegria absurda dentro de mim. E aquelas mães desesperadas viram algo em mim: eu conversava com elas, rezava com elas, dizia “Olha, Nossa Senhora há de proteger seu filho. Vai ficar tudo bem”. E de repente tinha uma roda de mulheres em volta me ouvindo, pedindo para eu rezar. E eu dizia: “Vamos rezar juntas”.

A gente conversava e trocava experiências sobre nossos filhos doentes. Ali comecei a sentir um amor diferente. Não senti isso com a minha mãe, não senti isso com o meu pai, não senti isso com os meus irmãos, não senti isso com os meus amigos, não senti. Eu fui sentir esse amor dentro do hospital só com mulheres, mães com os seus filhos doentes! Acho que a minha primeira roda de mulheres foi dentro daquele hospital”.

Depoimento de Ma Devi

1 comentário

  1. Ana disse:

    Nossa mãe irá nos ajudar…..

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *