O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Às mães de tudo que frutifica


foto biadelpicchia

Ganhei esse caldeirão de cobre que minha avó deu para minha mãe como presente de casamento em 1953.

Serve para fazer doces de abobora, de figo e todo tipo de bruxaria feminina, claro. Entre elas a maior é a maternidade, mas não apenas de crianças e sim de tudo que germina, cresce, desabrocha e frutifica. 

Meus parabéns à Mãe Terra e a todas as mães: de crianças, de adultos, de alunos, de pacientes, gatos, papagaios e cachorros; às mães de poemas, musicas, de discursos, propagandas e pinturas; às mães de revoluções, de curas, de lutas e inspirações.

Um beijo especial para as que valorizam e fazem sua parte nas correntes ancestrais das boas tradições femininas como os doces de abobora ou figo feitos em antigos caldeirões de cobre.

Bia Del Picchia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.