O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Vídeo do Lobo Mau, do Chapeuzinho e do amor – ressignificando as aparências

Esse vídeo não é só fofo, ele pode ser interpretado de várias formas. Anos atrás eu vi nele as transformações espontâneas que as pessoas e as feras (inclusive as feras humanas) passam por amor. Para essa transformação acontecer vale todo tipo de amor: o de namorados, casais, filhos, pais e mães, de amigos, de animais, de ideais, de aspirações… E propus: sendo o amor essa coisa transformadora e ampla, proponho que o dia doze de junho seja não apenas o dia dos namorados mas também o dia dos e-namorados de todo tipo de amor, que tal?

Hoje também me chama atenção o recado obvio de que as aparências enganam, assim como as palavras. Nos enganamos com os namorados e namoradas, com youtubes famosinhos, com famosinhos em geral, com gurus, políticos e amigos no sentido negativo, que não são bacanas como aparentam. Mas também nos enganamos no sentido inverso, não enxergando a pessoa bacana que não parece tanto assim, só que é. Assim, o amor pode estar do nosso lado, mas tão feinho ou desajeitado que a gente não o reconhece. E de novo, isso vale para todo tipo de enamoramento: de namorades, amigos, ideias, projetos… 

Feliz dia dos namorados, dos e-namorados e dos amores que a gente ainda não enxergou mas está por aí.


 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.