O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Pandemia, budismo, pessimismo e otimismo

A pandemia ameaça a todos nós, mas não nos atinge da mesma maneira. Alguns são mais prejudicados que outros em muitos aspectos. Também há pontos de vista diferentes e opostos sobre a epidemia, desde o pior pessimismo até o otimismo mais ingênuo. Qual está mais certo, se é que há um certo e errado nisso? Abaixo, síntese de um trecho de um longo artigo do pensador Paul Levy a respeito do assunto, link abaixo.

Sentido no sofrimento

Apesar de ser um pesadelo cheio de sofrimento, tenho apontado que a pandemia de coronavírus também possui muitos presentes – por exemplo, ajudando as pessoas a perceber mais profundamente nossa interdependência (nossa literal “unicidade”), uma realização que gera compaixão. Talvez  a pandemia nos desperte para nossa unidade essencial e inaugure uma nova sociedade fundada nos princípios de igualdade e compaixão.

Me disseram que, tendo um teto sobre a cabeça e comida na barriga, é fácil escrever sobre os muitos presentes escondidos no vírus, pois estou em uma posição privilegiada – coisa com a qual não discordo. E que para pessoas que estão perdendo sua fonte de renda, ou sua própria saúde ou a própria vida de seus entes queridos, ouvir alguém proclamar os muitos presentes da pandemia pode parecer com os pensamentos mágicos da nova era: absurdos.

E, no entanto, o fato de um evento causar sofrimento em massa não impede que ele também possa conter um presente transformador. Muitas vezes, eventos como esse são o catalisador necessário para transformar indivíduos e nossa espécie como um todo.

E não é esse o significado mais profundo do mito cristão – que não podemos ter a ressurreição sem a crucificação? Não é este o significado das “Quatro Nobres Verdades” do budismo? A ideia é que o nosso mundo é permeado pelo sofrimento – mas existe a possibilidade de que ao descobrir a causa do sofrimento nós podemos aliviá-lo.

Quanto maior o sofrimento, maior o incentivo para descobrir sua fonte. O fato de haver uma possível revelação oculta em nosso sofrimento – que nos revela como acabar com nosso sofrimento – é a base de todo o caminho budista.

Pessimismo, otimismo e a terceira perspectiva

Alguns creem na possibilidade de que um bem mais profundo pode surgir do pesadelo coletivo que estão vivendo. Outros sentem desespero e pessimismo, e há evidências convincentes para justificar esse ponto de vista pessimista. A questão é: os pessimistas estão sendo realistas em relação à nossa situação ou estão fascinados por ver ser confirmado seu ponto de vista pessimista?

Deveria chamar nossa atenção de que tem alguma coisa esquisita em ganhar um debate provando que estamos ferrados. Alguém arraigado ao seu ponto de vista pessimista torna-se involuntariamente cúmplice de seu próprio pior pesadelo.

Por outro lado, pessoas que tem um ponto de vista excessivamente unilateral, espiritual e otimista não querem prestar atenção aos acontecimentos sombrios, talvez sentindo que ficariam estressados ​​demais, ansiosos e deprimidos se admitissem a escuridão.

Ao manter um ponto de vista excessivamente otimista e cheio de luz e marginalizar o ponto de vista mais sombrio e assustador, eles estão evitando o relacionamento com sua própria escuridão interior, tornando involuntariamente mais provável que a realidade mais sombria que eles estão negando irá realmente se manifestar.

Esses dois pontos de vista opostos – o ponto de vista pessimista que nos vê criando o inferno na Terra e o ponto de vista otimista que imagina que a pandemia trará um novo mundo mais cheio de graça – embora aparentemente contraditórios, podem ser considerados potencialmente válidos dependendo do ponto de referência através do qual são visualizados.

É como se nossa própria situação tivesse uma natureza profundamente “quântica”, pois todas as possibilidades existem em um estado de superposição quântica, como múltiplas transparências sobrepostas umas às outras, e a realidade potencial de fato se manifesta dependendo de como nos relacionamos e criamos significado ao que está sendo revelado.

Fonte: Paul Levy https://www.awakeninthedream.com/articles/coronavirus-optimism-pessimissm

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *