O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Paris-Manhatan, um filme cheio de charme



Alice é farmaucêutica, bonita – e solteira, para desgosto da família, que quer lhe arrumar um marido de qualquer jeito. 
Ela é louca por Woody Allen, com quem conversa sempre na imaginação, como se fosse seu guru  (e ele responde, naquela filosofia desencantada e engraçada que conhecemos). 

Como dão muito valor às aparências, Alice e a família vivem numa espécie de mundo de faz de conta:  faz de conta que todos são certinhos, que ninguém pisa na bola nem tem segredos.

Isso dura até que ela conhece, ao mesmo tempo, um príncipe quase encantado e Victor, que não tem nada de príncipe nem de encantado.

Engraçada e leve, a história acompanha a relação deles e a trajetória de Alice do faz de conta à realidade… que não é tão má assim, afinal.

Woody Allen faz uma participação especial nessa charmosa comédia passada em Paris, dirigida por Sophie Lellouche e que foi destaque no Festival Varilux de Cinema Francês em 2012. 
Bem legal para assistir num domingo de preguiça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.