O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

Pensamentos e Imagens


Eu vi a teia da vida, o WWW. Senti isto quando fui á Foz do Iguaçu. ”Meu Deus, como a água pode ter essa força? Mas não é a água, é quem está por trás disso, quem elabora isto.” E eu comecei a chorar, chorar. Era uma integração tão grande, eu e aquela água. E aquilo sempre esteve ali, e de repente você percebe. Na maior parte do tempo a gente nem percebe. É como se abrisse uma cortina e você percebe, você consegue ver conexões que no cotidiano você não percebe. Esta hora é você com a essência. Maria Aparecida Martins 

Vejam o relato da querida Cida, uma das 15 mulheres que habitam nosso livro, comentando seu comovente encontro com a TEIA DA VIDA.
A experiência do transcendente acontece nessas visitações: de repente o véu de Maia se abre e você como toca ou é tocado pelo Mistério!!! 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *