O Feminino e o Sagrado um jeito de olhar o mundo

A Mãe Terra eslava

Os eslavos habitavam o centro e o leste europeu desde 800 ac e tinham em comum a língua proto-eslava. Sua origem é controversa; não há uma teoria aceita sobre isso…

O arquétipo de Sofia – parte 2

Sofia representa a sabedoria que existe em cada ser humano e que ao mesmo tempo é divina, a sabedoria sagrada que está imersa na matéria através do nosso corpo e…

O arquétipo de Sofia – parte 1

Existe um outro relato mítico gnóstico que mostra Sofia como a mais jovem dos grandes seres nascidos do Criador Supremo* para habitarem Plenitude. Como ficava longe de sua luz primordial,…

A deusa Freya e a liberdade sexual feminina

Freya é uma deusa complexa, com múltiplos aspectos, o que permite inúmeras interpretações simbólicas. Como é preciso optar por uma de suas várias facetas dentro do escopo da nossa proposta,…

Indicação de livro: Mil Navios Para Troia

Eu amei esse livro da Natalie Haynes! Dessa minha jornada literária pelos mitos gregos recontados por mulheres contemporâneas e sob a ótica das mulheres míticas esse, junto com Circe de…

Video – a caixa de Pandora

Esse video traz uma das interpretações do mito de Pandora, a que abriu uma caixa (uma jarra na versão original, mas isso tanto faz) que espalhou os males no mundo……

A deusa egípcia da noite

Nut é a deusa egípcia do céu noturno, a deusa do firmamento cheio de estrelas, a que abarca em seu regaço toda a vida da Terra. É de seu Útero…

Indicação de livro: Olhar petrificante

Eu adorei esse livro da britânica Natalie Haynes, contando uma outra versão da história de Medusa. Aqui ela é a grande vítima: de Poseidon, de Atená, de Zeus, de Hermes…

As viajantes que dançam

Houve um tempo em que as índias Iamuricumás tocavam uma flauta – o jakuí – todos os dias. Embaladas pelo delicioso som do instrumento, elas se divertiam muito, dançando, cantando,…

Indicação de livro: O Jarro de Pandora

Esse é um livro de não ficção escrito pela autora inglesa Natalie Haynes. Natalie é uma mistura de erudita e estrela pop da mitologia grega e esse é seu primeiro…

Bari, a xamã coreana – parte final

Ao chegar ao palácio viu que estava acontecendo uma cerimônia fúnebre; os reis, depois de anos de sofrimento com a doença misteriosa haviam finalmente morrido. Então Bari Gongju fez um…

Bari, a xamã coreana – parte 2

Continuando a história de Bari: Seus pais prontamente aceitaram seu sacrifício! Então, Bari Gongju vestiu-se como um rapaz para se proteger melhor dos perigos do caminho e começou sua longa…